Informativos

Informações importantes relacionadas ao setor

voltar
Conta de luz e passagem de ônibus pesam e IPC-S sobe para 1,28%
Tarifa de eletricidade subiu 7,76%, e a de ônibus, 4,36%, segundo a FGV.

Leite longa vida, gasolina e passagem aérea ficaram mais baratos.

A inflação calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) voltou a acelerar na segunda semana de janeiro. Pressionado principalmente pelas altas na conta de luz e na tarifa de ônibus, o indicador passou de 0,96% na semana anterior para 1,28%.

Segundo os dados da Fundação Getulio Vargas (FGV), a tarifa de eletricidade residencial subiu 7,76% no período, enquanto a tarifa de ônibus urbano subiu 4,36%. Também pesaram as altas da batata inglesa, de 39,24%, de refeições em bares e restaurantes (0,88%) e de condomínio residencial (2,02%).

Na outra ponta, contribuíram para conter a alta da inflação os recuos nos preços do leite longa vida (-2,28%), gasolina (-0,49%), passagem aérea (-3,04%), banana nanica (-6,26%) e geladeira e freezer (-1,32%).

Grupos
Entre os oito grupos de despesa pesquisados, seis tiveram aumento em suas taxas de variação na passagem da primeira para a segunda semana de janeiro. A maior contribuição veio de educação, leitura e recreação, cuja taxa passou de 0,79% para 1,93%.

Também ficaram maiores as altas de alimentação (de 1,41% para 1,70%), habitação (de 1,21% para 1,54%), transportes (de 0,8% para 1,26%), despesas diversas (de 0,51% para 1,02%) e comunicação (de 0,41% para 0,43%).

Em contrapartida, ficaram menores as taxas dos grupos vestuário (0,38% para 0,13%) e saúde e cuidados pessoais (0,46% para 0,40%).

Fonte: G1 Notícias